Busca:
Conheça também:

Notícias

28/04/2017

Tendências de consumo do café no Brasil e no mundo

Um dos eventos mais esperados da Semana Internacional do Café foi a palestra do diretor da P&A Marketing Internacional, Carlos Brando. O especialista abordou as principais tendências de consumo do café no Brasil e no mundo.


De acordo com ele, o Brasil vive um momento diferente do que se percebe no restante do mundo. “O consumo no país tende a aumentar consideravelmente nos próximos anos. Mas, ao contrário do que se percebe no mercado global, o brasileiro tende a ampliar seu consumo da modalidade arábica. No restante do mundo, principalmente nos mercados emergentes, como Rússia, China e Coreia, o aumento se dará principalmente de café solúvel, que leva em sua composição basicamente café robusta”, analisa.

A ABIC prevê algo em torno de 3% ao ano, o que significa, até 2020, um acréscimo de 5,5 milhões de sacas do produto no mercado.

Brando, um dos especialistas mais respeitados no mercado de café de todo o mundo, explica que um dos motores desse crescimento da venda do tipo arábica no país são as lojas de café e a ‘descoberta’ do brasileiro das cápsulas. “Tal modo de consumo já é comum em diversos países. O Brasil, só muito recentemente, passou a ter representatividade nesse mercado. E, pelo perfil de consumo do brasileiro, trata-se de um mercado e tanto para as empresas”, analisa.

De olho nesse mercado, a Lucca Cafés Especiais, uma das mais premiadas empresas de venda de café moído e torrado do país, acaba de anunciar que passará a comercializar seu produto também em monodoses, ou cápsulas. “Nossa expectativa é de aumento de 100% do nosso faturamento/ano, passando das atuais 400 sacas/ano para algo em torno de 800”, afirma Luiz Otávio Souza, diretor da empresa.


Fonte: coopeavi.coop.br